Pelo menos 24% dos pequenos empreendimentos fecham em menos de dois anos de atividade, segundo o Sebrae. O número de empresas que não sobrevivem quatro anos no mercado é de alarmantes 47,5%. Falta de preparo diante dos desafios, instabilidade econômica que atinge a nação ou crescimento insustentável?

Seja qual for a resposta, o resultado pode ser reversível com um acompanhamento realista por parte dos empreendedores envolvidos e profissionais qualificados, além de dicas que oferecemos em cada um dos tópicos elencados.

Existe uma lista de itens que formam um “check-up” para avaliar a saúde da sua empresa. Podem parecer bastante simples, mas trazem informações essenciais que surpreendem – se positiva ou negativamente vai depender do seu posicionamento diante delas.

Veja quais os itens que você deve ficar atento no seu negócio

 

Rotatividade na equipe de colaboradores

Não é trocando os personagens que se muda uma história. Se por tentativa de acerto por sua parte ou por insatisfação do próprio colaborador, é um grave indício de que as coisas realmente não estão bem.

O que vai tornar o seu negócio um sucesso é a estratégia por parte das lideranças e a motivação por parte dos colaboradores. E não é apenas com dinheiro que se motiva: é uma boa perspectiva para o futuro, um bom ambiente de trabalho, um feedback sobre a sua importância na empresa e tantas outras coisas que exigem um feeling apurado para detectar.

Em uma empresa, o natural é os colaboradores crescerem. Caso isso não ocorra, ele vai crescer em outro lugar. Convenhamos, não é bacana você formar um ótimo profissional para os outros.

Investir em comunicação interna com assessoria de profissionais da área é uma ação que ajudaria esse quadro.

 

Feedbacks negativos

Ter cliente “casca de ferida” é normal. Muito mais do que podemos imaginar. Ele está presente em todos os lugares.

Entretanto, ler nas redes sociais ou em canais de reclamações várias queixas em relação à sua marca ou ao seu produto deve ser um alerta máximo.

Se ele dedicou parte do tempo para reclamar de sua empresa publicamente é porque ele não encontrou uma solução ou canal direto de comunicação eficaz.

Manter redes sociais corporativas e uma equipe que monitore tudo o que dizem sobre você é um investimento necessário.

 

Perder competitividade

Se ocorrer de perder para concorrente do mesmo porte ou até menor com certa frequência, verifique atentamente os motivos. Sua margem de lucro está equilibrada com o mercado? Você está deixando de conquistar novos clientes ou começou a perder aqueles que marcavam presença?

Se os custos cresceram mais do que a inflação e seu produto ficou sem preço competitivo, o diferencial de um bom atendimento, humanizado, deve equilibrar isso. Mas se nem com um bom atendimento e o valor agregado da sua marca você consegue vencer a concorrência, repense o seu negócio.

Vender um produto ou serviço há muitos que fazem. O diferencial está na entrega de soluções, realização de sonhos, um contato que gere valores.

A dica para contornar a situação é apostar em um pós-venda diferenciado. Clientes gostam de se sentir especial e pagar a mais por valor agregado nem sempre é mal recebido.

Negocie também com fornecedores meios de se obter vantagens que sejam possíveis de retransmitir aos seus clientes.

 

Vendas em forte queda

O mercado realmente está desaquecido e por conta de instabilidades socioeconômicas o consumidor está investindo menos. Mas isso não pode ser desculpa para meses e meses com números negativos e equipes de venda paradas.

Se não vende no local, reinvente seus canais de vendas – como aliar o seu negócio físico com e-commerce – e descubra outros nichos. Antes que seja tarde

 

Perda de parcerias

Para uma empresa que está buscando seu lugar ao sol no mundo corporativo, parcerias com fornecedores ou outras empresas que somem ao seu projeto é de fundamental importância. Pagamentos facilitados, consignação, descontos consideráveis ou qualquer outra forma de demonstração de que compraram sua ideia é bem-vinda.

Com o tempo e amadurecimento de seu negócio, torna-se aquele agradável jogo em que todos ganham.

Entretanto, se um parceiro desistiu de você… sua imagem necessita de reparos urgentes.

Mas é claro que uma análise do motivo da ruptura é essencial.

Algumas empresas perdem bons negócios justamente por não pagarem uma nota fiscal. E nem sempre isso é por conta de uma situação financeira ruim.

Se uma empresa possui diversos fornecedores e até mais de uma unidade em funcionamento, alguma nota fiscal eletrônica pode “passar batida”. Perdoável aos olhos humanos, nas nem sempre aos olhos comerciais.

É por isso que existe a importância de se automatizar a automação do gerenciamentos dos arquivos XML com download direto da SEFAZ Nacional assim que alguém emite uma nota fiscal eletrônica contra seu CNPJ.

Conheça uma dessas soluções aqui.

Comentários

Comentários

Share
This